Blog
VOLTAR

Ar-condicionado pode agravar doenças respiratórias

Nos dias quentes de verão, a maioria das pessoas costuma se refrescar em locais com ar-condicionado ou até mesmo dormir com o aparelho ligado para ter mais conforto. Mas esta prática pode ser preocupante para quem sofre com doenças respiratórias ou alergias, já que o ar-condicionado pode piorar ou desencadear alguns sintomas.

Isso, porque o aparelho acaba reduzindo a umidade do ar, que mais frio e seco ganha características semelhantes ao ar do outono e do inverno, estações conhecidas pelo aumento de crises relacionadas a doenças respiratórias. A maioria das pessoas não se sentirá incomodada, mas o ar-condicionado pode ressecar a faringe, a laringe, o nariz, a traqueia e os pulmões, piorando os sintomas em quem é portador de doenças respiratórias crônicas, como rinite e sinusite alérgicas, asma brônquica e DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica).

O pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, Dr. Ricardo Albaneze tem algumas dicas para manter a saúde mesmo exposto ao ar-condicionado por longos períodos durante o verão: “Use umidificadores de ar no ambiente, mantenha a higiene do ar-condicionado, use roupas adequadas pra não passar frio neste ambiente e tente manter uma temperatura mais amena 22°C a 24°C”.

Outro cuidado fundamental é evitar as bruscas variações de temperatura. A entrada e saída de ambientes mais quentes para mais frios, e vice-versa, é prejudicial. “É preciso lembrar de respirar pelo nariz e manter a hidratação”, aconselha o médico pneumologista.

- Manter o ar-condicionado limpo evita crises respiratórias

Além de evitar se expor ao ar-condicionado por longos períodos, é importante observar as orientações do fabricante quanto à limpeza, troca de filtro e manutenções. Isso irá garantir a boa qualidade do ar do produto e a máxima eficiência de refrigeração. “A limpeza é muito importante, visto que bactérias e fungos podem acabar contaminando as tubulações e filtros do ar, sendo automaticamente jogadas no ambiente ao se ligar o ar-condicionado após um longo período de desligamento”, aponta Dr. Ricardo Albaneze.

Além disso, quando ninguém estiver no local, é adequado desligar o sistema, para reduzir a circulação de partículas potencialmente prejudiciais e economizar energia.

Essas informações valem também para o ar-condicionado do seu veículo. Caso você perceba alguma alteração em seu sistema respiratório, busque auxílio. O Hospital Dia do Pulmão tem médicos especializados para o tratamento de todos os tipos de doenças respiratórias.

  • COMPARTILHE

Últimas notícias

VER TODAS

Dia da Imunização marca importância de manter vacinas em dia

Data celebrada em 9 de junho lembra das doenças que já foram erradicadas por conta da vacinação ...

LEIA MAIS

Asmaland - O aplicativo que ajuda no combate à asma

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai) estima que cerca de 10% a 15% das criança...

LEIA MAIS

Instagram

VER TODAS
Icone - Receba nossas novidades Receba nossas novidades
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
WhatsApp